translationcollective

December 31, 2013

Comunicado do Comitê Clandestino Revolucionário Indígena

Filed under: português — translationcollective @ 11:08 pm

Comando Geral do Exército Zapatista de Libertação Nacional, Mexico –  30.12.2012

feliz aniversário ezln – PDF

 

Ao povo do México:

Aos povos e governos do mundo:

Irmãos e irmãs:

Companheiros e companheiras:

 

No último 21 de dezembro de 2012, durante a madrugada, dezenas de milhares de indígenas Zapatistas nos mobilizamos e tomamos, pacificamente e em silêncio, 5 cabeceiras municipais no sudeste do estado mexicano de Chiapas.

Nas cidades de Palenque, Altamirano, Las Margaritas, Ocosingo e San Cristóbal de Las Casas, os olhamos e nos olhamos a nós mesmos em silêncio.

 

Não é mensagem de resignação.

Não o é de guerra, de morte e de destruição.

Nossa mensagem é de luta e resistência.

(more…)

Advertisements

November 27, 2013

Precisamos falar sobre o Facebook

Filed under: português — translationcollective @ 6:20 pm

http://www.nadir.org

Por muitos anos temos provido servidores e infraestrutura de comunicação para a esquerda. Temos feito o nosso melhor para manter servidores seguros e temos resistido por vários meios a requisições a dados de usuário/a feitas por autoridades.

Em resumo: tentamos oferecer uma forma de comunicação libertadora dentro da internet capitalista.

Sempre vimos a internet como um recurso para nossas lutas, e ao mesmo tempo a reconhecemos como um terreno político controverso, e agimos em consonância com isto. Pensávamos que a maior parte da esquerda a enxerga da mesma maneira. Mas uma vez que mais e mais pessoas na esquerda tem “usado” o Facebook (ou o Facebook as tem usado), não temos mais certeza sobre isso. Ao contrário, nosso trabalho político tem sido insuficiente e exaustivo. A comunicação criptografada com servidores autônomos não é tida como libertadora, mas como irritante.

(more…)

March 8, 2011

Anarquismo Insurrecionário – Organizando para o ataque!

Filed under: português — translationcollective @ 12:28 pm

” A partir de certo ponto adiante, não há volta. Este é o ponto que deve ser alcançado.”
-Franz Kafka.

Para nós anarquistas as questões de como agir e como organizar estão intimamente ligadas. E é estas duas questões, não a questão do desejo de uma futura sociedade, que nos abastece com o mais frutífero método de entendimento das várias formas de anarquismos que existem.

O anarquismo insurrecionário é um dessas formas, apesar de ser importante enfatizar que o anarquismo insurrecionário não forma um bloco unificado,  mas é extremamente variado em suas perspectivas. O anarquismo insurrecionário não é uma solução ideológica para os problemas sociais, nem um produto no mercado capitalista de ideologias e opiniões. Antes disso é uma prática contínua visando por um fim na dominação do Estado e na continuidade do capitalismo, o que requer analise e discussão para avançarmos.

(more…)

September 6, 2010

Insurreição que vem

Filed under: português — translationcollective @ 3:48 pm

comité invisível

insurreição que vem – PDF

September 5, 2010

Dez Punhaladas na Política

Filed under: português — translationcollective @ 6:09 pm

A política é a arte da separação. Onde a vida perdeu a sua plenitude, onde os pensamentos e as acções dos indivíduos foram dissecados, catalogados e encerrados em esferas separadas – aí começa a política. Tendo afastado algumas das actividades dos indivíduos (a discussão, o conflito, a decisão em comum, o acordo) para uma zona que por si mesma pretende governar — certa da sua independência — todas as outras, a política é ao mesmo tempo uma separação entre separações e a administração hierárquica da existência de separações.

(more…)

August 14, 2010

A Dois Mil Quilómetros Daqui

Filed under: português — translationcollective @ 12:20 am

Atenas. Grécia. A dois mil quilómetros daqui. O estado grego está praticamente na bancarrota e a economia grega não consegue sair dela. Perante os conselhos dos outros países da união europeia, o partido socialista grego, no governo, decretou toda uma série de medidas de austeridade e de restruturação. Os ministros juram que vai custar “sangue, suor e lágrimas” mas que “não podemos actuar de outra maneira”.

(more…)

March 13, 2010

Pego nas redes da decepção: os anarquistas e a mídia

Filed under: português — translationcollective @ 2:12 pm

Uma vez que a presente ordem social esta aí, é impossível evitar a interação com as várias facetas da estrutura de poder. Aqueles de nós que se autodenominam anarquistas precisam escolher tornar essas interações claramente antagonistas e conflitantes, refletindo nosso desejo de destruir completamente a estrutura do poder. (more…)

Algumas notas sobre o anarquismo insurrecionário

Filed under: português — translationcollective @ 1:43 pm

O anarquismo insurrecionário não é uma solução ideológica para todos os problemas sociais, um produto no mercado capitalista de ideologias e opiniões, mas uma prática continua visando colocar um fim na dominação do estado e na continuação do capitalismo, o que requer análises e discussões para avançarmos. Não buscamos uma sociedade ideal, nem oferecemos uma imagem utópica para o consumo publico. Através da história, a maioria dos anarquistas, têm sido anarquistas insurrecionários,exceto aqueles que acreditavam que a sociedade poderia se desenvolver ao ponto de o estado ser deixado para traz. De uma maneira mais simples, isto significa que o estado não vai meramente murchar até morte, portanto os anarquistas devem atacar para que o estado seja derrotado; o que é necessário é abrir a revolta e a propagação da subversão entre os explorados e os excluídos. (more…)

O Prazer Armado

Filed under: português — translationcollective @ 1:10 pm

Alfredo M. Bonanno

Introdução
Este livro foi escrito em 1977 no ímpeto das lutas revolucionárias que tomavam lugar na Itália naquela altura, e essa situação, agora profundamente diferente, deve ser tomada em conta quando o lemos hoje. O movimento revolucionário, incluindo o anarquista, estava em fase de desenvolvimento e tudo parecia possível, mesmo uma generalização do confronto armado. Mas era necessário uma pessoa proteger-se do risco de especialização e militarização que uma restrita minoria de militantes tinha intenção de impor em dezenas de milhares de companheiros que estavam lutando com todos os meios possíveis contra a repressão e contra a tentativa do Estado – bastante fraca, na verdade – de reorganizar a gestão do capital. Essa era a situação na Itália, mas algo semelhante estava acontecendo na Alemanha, na França, na Grã Bretanha e em outros lugares. (more…)

Appelport

Filed under: português — translationcollective @ 11:36 am

appelport – PDF

(more…)

March 8, 2010

Auto-Organizacao Autonoma e Intervencao Anarquista – uma Tensao na Pratica

Filed under: português — translationcollective @ 2:17 pm

auto-organizacao – PDF

Wolfi Landstreicher

(more…)

Blog at WordPress.com.